As células são de evangelismo, por isso, o objetivo das células é ganhar vidas para o Reino, consolidá-las e assim crescer e multiplicar. Porém, no processo da multiplicação, alguns se apegam tanto às células que encontram dificuldades de “romper” na hora da multiplicação. Isso não deve acontecer. Devemos gerar nos discípulos e também no líder, o entendimento de que a unção da multiplicação é maior que qualquer saudosismo.

Deus está mudando a história da nossa Nação: cada lar uma igreja, cada discípulo um líder. Esta é a função da Visão Celular: equipar os santos. As células são a resposta de Deus para este tempo especial, no qual estamos sendo testemunhas de acontecimentos extraordinários. Estamos vivendo dias áureos em que o papel fundamental para o qual a Igreja de Jesus foi chamada a desempenhar está se realizando: atrair discípulos para o Reino.

A Igreja de Cristo é um organismo vivo que nasce, cresce e amadurece para cumprir um propósito. Como organismo vivo, a Igreja é composta de células. Esta é a razão de a Igreja Celular ter espaço e cumprir o propósito de trazer de volta a proposta do decreto sagrado liberado por Jesus:

“Portanto, IDE, fazei discípulos de todas as nações”.
(Mt 28:19).

As células funcionam, dão resultado e cumprem uma parte importantíssima na reprodução. Elas são responsáveis por um êxito ministerial e, ao mesmo tempo, oferecem capacitação para que o Corpo de Cristo, a Igreja, seja adestrado numa velocidade muito grande, galgando territórios dantes jamais conquistados.

A nossa orientação preferencial é que as células se reúnam como família, em uma casa, para não perder as características familiares, pois em casa temos autoridade legal sobre o ambiente, mas entendemos que nem sempre isso é possível.

A Igreja primitiva nasceu em células; qualquer pessoa ainda que de pouco conhecimento teológico, sabe desse fato. O que fortaleceu a Igreja do Senhor e a multiplicou foi a comunhão nos lares.

“E todos os dias, no templo e de casa em casa, não cessavam de ensinar, e de anunciar a Jesus, o Cristo”
(At 2:42).

“E, perseverando unânimes todos os dias no templo… e partindo o pão em casa, comiam com alegria e singeleza de coração”
(At 2:46).

“Saudai… a Ninfa e à igreja que ela hospeda em sua casa”
(Cl 4:15).

“Saudai a igreja que se reúne na casa deles…”
(Rm 16:5).

As células não são uma invencionice da modernidade, mas uma resposta coerente e satisfatória a tantas questões que estavam emudecidas sem uma resposta concisa.

Agora, podemos estar melhor informados do quanto é precioso tomar a posição de líderes e estar dispostos a formar o maior número de células possíveis, pois cada célula aberta em uma casa representa a vida de Deus sendo manifestada naquele lar e vidas que são resgatadas do império das trevas para o Reino da luz.

Nosso alvo em tudo é sermos imitadores de Cristo e sabemos que Jesus possuía a Sua célula de multiplicação, dentro da Sua casa.

“Respondeu-lhes: Vinde e vede. Foram pois, e viram onde Jesus estava morando; e ficaram com Ele aquele dia, sendo mais ou menos a hora décima. ”
(Jo 1:39).

Dessa estratégia de abrir a casa e formar verdadeiros discípulos, nasceram os líderes, os apóstolos que impactaram o mundo.

CONTATOS

prdelso@missionaria.com.br
pranazare@missionaria.com.br