Primeira Igreja

Primeira Igreja

Em 1972 existia, na Rua Deodoro de Mendonça, uma Congregação da Primeira Igreja Batista de Brasília, ligada à Convenção Batista Nacional, denominada “Congregação Batista de São Brás”. A esta época era pastor titular da PIB de Brasília o reverendo Elias Brito Sobrinho, que a pedido dos congregados da Batista de São Brás, veio a Belém para organizá-los como Igreja autônoma.

Assim, no dia 25 de novembro de 1972, foi convocado um concílio de pastores para dar cobertura legal ao ato constitutivo. Compuseram o concílio os seguintes pastores: Elias Brito Sobrinho, Darciso de Souza Medeiros, Pedro Monteiro de Lima, Nestor de Jesus Melo e João Rodrigues de Oliveira.

A congregação, por sua vez, era composta de 18 membros: Sinval Figueira, Gidalfo Figueira, Siloni Sales, Diva Figueira, Rubem Sales Figueira, Elusa Sales Figueira, Nélia Figueira Sales, Dilma Gusmão Figueira, Délcio Gusmão Figueira, Letícia Correa Figueira, Robério Dias de Santana Castro, Ailsa Castro, Etelvino Ferreira dos Santos, Lindaura Alves Silva Santos, Maria Ferreira da Silva, Antonio Ferreira da Silva, Zenaide Ferreira da Silva e Edivaldo Ferreira Alves. São estes os membros fundadores. E por decisão da Igreja, todos os que pedissem filiação até trinta dias após a fundação, também seriam considerados desta forma. Sendo assim, também são considerados membros fundadores os irmãos: Eliakim Pimenta Diniz e Isaura Maria Santos Oliveira. Sendo que no caso do primeiro, manifestou-se um fato interessante.

A IBMA vinha do movimento de Renovação espiritual que havia tomado conta do Brasil na década de 60 e por isso, muitas igrejas não davam as chamadas “cartas de transferências” quando o destino eram igrejas da Renovação. No caso do irmão Eliakim, a sua igreja de origem ignorou seu pedido de transferência e ele teve que ser recebido por aclamação.

Pr. Elias Sobrinho, que foi o ministrante daquela noite, desenvolveu o tema: “Os Responsáveis pela Arca de Deus”. A Arca seria a Igreja e os responsáveis são o povo de Deus, que devem conduzi-la através da evangelização e de um esforço missionário ininterruptos. A congregação indicou como seu primeiro moderador o irmão (hoje pastor) Gidalfo Sales Figueira, a quem foi entregue de forma simbólica o púlpito da IBMA.
A partir daquele dia foi iniciada a história da Igreja Batista Missionária da Amazônia, a IBMA.

A igreja começava a organizar-se e providenciou logo que pôde todo material de escritório e timbrados, além de confeccionarem as primeiras carteiras de membros. Também viu-se a necessidade de contratar-se uma pessoa que cooperasse como zeladora da Igreja sendo escolhida a irmã Maria da Conceição Souza e Silva, a primeira funcionária da IBMA.

A IBMA possuía uma prática muito importante na época que era a de visitar qualquer membro que se afastasse ou fosse disciplinado da Igreja, havia uma “Comissão de Visitas”.

Em fevereiro de 1973, a Igreja deliberou convidar o Pr. Rosivaldo de Araújo, que estava à frente de uma Igreja Batista Largo da Paz em Recife – Pernambuco. Era uma necessidade, pois como não possuíam um pastor titular tinham que convidar pastores de outras igrejas para a celebração da ceia e do batismo. O convite foi aceito, e em 19 de agosto daquele ano, o Pr. Rosivaldo assumiu o pastorado da IBMA.

1974 foi um ano marcante para a organização da IBMA. Em março daquele ano foram separados os primeiros diáconos: Gidalfo Sales Figueira e Sinval Gusmão Figueira. Neste mesmo mês a igreja começou a ser descentralizada em vários setores, comissões e departamentos. Surgiram os departamentos de evangelismo, finanças, beneficência, música, escola bíblica dominical e de crianças. A comissão de evangelismo iniciou um importante trabalho no Presídio São José e em cidades do interior, como Paragominas e Vila São João (Km 204). Foi nesta cidade, no dia 24 de agosto daquele ano, que foi organizada nossa primeira congregação. Neste tempo, a igreja já dispunha de um carro som que fazia evangelismo no Terminal Rodoviário.

Ainda neste ano chega a IBMA o Pr. Darcy Reis
Rádio: “Alvorecer da Esperança”

Em 1975 a igreja decidiu começar um trabalho evangelistico através da rádio. Foi escolhida a Rádio Clube do Pará que abriu espaço para um programa de seis minutos diários, que era mantido por sócios cooperadores.

ATUAÇÃO SOCIAL:

A IBMA sempre atuou na área social e várias frentes. Desde 1975, por exemplo, ajudou nas despesas do Desafio Jovem de Belém.

MISSÃO:

  • Paragominas.
  • Vila Rondon – Ajuda 1975 e assumindo como congregação em junho de 1976.
  • Congregação na cidade de Porto Velho, assumindo as despesas com o obreiro que administraria o trabalho.

SEMINÁRIOS E SEMINARÍSTAS:

  • Ajudando o Instituto Betel Brasileiro, João Pessoa – Paraíba, com oferta.

ESTATUTO:

  • O primeiro estatuto da IBMA foi aprovado em 21 de setembro de 1975, que foi reformado em 02/11/1975.

PATRIMÔNIO

  • Kombi, 1975 – Vermelha
  • Piano Essenfelder

PASTOR:

  • Rosivaldo de Araújo – 19/08/1973.

CO-PASTOR

  • Darcy Guilherme dos Reis – 03/08/1975 – 09/05/1976.

MISSIONÁRIOS

  • Nossa primeira missionária fora a irmã Rachel Chagas.

ALBAMA

A Aliança Batista Missionária da Amazônia foi fundada para sustentar obreiros e missionários na pregação do evangelho na região amazônica. A reunião de fundação ocorreu entre 25 e 27 de junho de 1976. A IBMA filiou-se a ALBAMA em 11/08/1976 e passou a contribuir para o sustento da mesma.

PR. MONTEIRO

Profissão de fé em 11/08/1976 e um mês depois ele já estava trabalhando nas comissões de visitação da Igreja, e no final do ano já estava compondo a comissão de patrimônio e construção e eleito como 1° Tesoureiro da IBMA.

CUIDADO COM SEITAS

A Igreja não aceitava literaturas com imagens ou desenhos de Deus, Jesus ou do Espírito Santo. Era o cuidado para não incentivar a idolatria, até hoje o zelo pela ministração da sã doutrina é o alvo principal de todos que compõem o corpo pastoral desta instituição.