TEMA: VIVA O HOJE

TEXTO BASE: Hebreus 3:15

TEXTOS COMPLEMENTARES:

Hb 3.13; Lm 3.21; Mt 6.25-29

Será fácil viver pensando e aproveitando o hoje? Quanto tempo passamos tristemente envolvidos com o passado ou pré-ocupados com o futuro?

 

Tudo que temos é o hoje. O passado não nos pertence mais e o futuro não nos pertence ainda. Neste contexto, podemos dizer que somos seres com tendência ao controle, por isso não lidamos bem com os erros do passado e os desafios do porvir, muito embora não tenhamos nenhuma gerência sobre o que passou e sobre o que virá.

Na esteira deste raciocínio, vemos nas Escrituras Sagradas importantíssimas orientações a todos os que desejam viver em paz: aproveitem o hoje! Ajudem-se agora! Façam escolhas sensatas no “tempo que se chama hoje”. (Hb 3.13).

As escolhas de agora certamente definirão o destino que experimentaremos amanhã. No entanto, o estresse do dia a dia, os arrependimentos pretéritos e a ansiedade diante do futuro nos roubam o presente e geram enormes sofrimentos.

Quais os perigos de vivermos no passado?

 

Muitos estão presos ao que já ocorreu. É uma maneira enferma de viver, tais pessoas vivem em ressentimentos e culpas, recordando-se sempre daquilo que não traz esperança (Lm 3.21).

Quando estamos enclausurados nos acontecimentos traumáticos do passado ou com as decisões equivocadas que tomamos, vivemos sem perspectiva, pois olhando para trás não conseguimos planejar adequadamente o futuro e perdemos o prazer de desfrutar o presente.

 

Com relação ao amanhã, o grande perigo é sermos ocupados pela ansiedade. Você se considera uma pessoa ansiosa?

 

Jesus nos ensina que a ansiedade é infrutífera, isto é, não acrescenta nada à vida (Mt 6.25-29). Mesmo assim, é comum perdermos o sono e nos consumirmos com as preocupações do amanhã, isso sempre nos rouba a saúde.

Neste sentido, Cristo aponta a confiança em Deus como resposta ao coração aflito e dominado pela ansiedade. Esta atitude de fé se sustenta no fato de que Deus é Todo poderoso e, soberanamente, faz cumprir toda sua vontade. Diante disto, precisamos renovar nosso entendimento e descansar naquele que nos prometeu vida abundante.

 

Além da confiança na ação divina — entendendo seu tempo e seu modo — também vemos no evangelho de Mateus a ideia da contemplação dos lírio do campo e das aves dos céus como maneira de percebermos o cuidado de Deus por nossas vidas. Sim! Quando olhamos para o hoje, encontramos motivos para agradecer e confiar.

 

EQUIPE PALAVRA DA CÉLULA