VOCÊ É UM BOM SAMARITANO?
TEXTO BASE: Lucas 10:25-37

Neste estudo vamos refletir sobre a importância do amor para com nossos irmãos, e se verdadeiramente estamos sendo “bons Samaritanos” para quem está ao nosso redor.

1- Você consegue amar alguém que fez algo de ruim para você? Se sim, como?

Um mestre da lei a fim de testar Jesus pergunta sobre como herdar a vida eterna. Jesus sabiamente fala os princípios necessários para que isso ocorra (V.27) e nos diz para vivermos estes princípios.

E novamente o mestre da lei questiona: Quem é o meu próximo? Essa pergunta é muito importante porque a mentalidade na época era que o seu próximo era algum familiar ou dentro do próprio povo Judeu, ou seja, a lei sofreu adaptações para o contexto dos homens. Aqui já temos que tomar nosso primeiro cuidado, não podemos deturpar a palavra e adaptá-la de acordo com a nossa vontade, a palavra é completa em si e sua totalidade é a palavra de Deus.

Jesus vai contando a parábola e falando daqueles que não ajudaram o viajante semi-morto, até chegar o grande choque: um samaritano o ajudou! Para aquela época isso era impensável, já que os samaritanos eram odiados pelos Judeus, assim, era incabível para eles acreditarem que um inimigo agiu de bondade.

2- O que te motiva a fazer a obra?

Existem pessoas dentro da igreja que possuem uma fé que move montanhas, fazem e comandam grandes obras e milagres em nome de Deus, mas se esquecem de olhar o irmão que está do seu lado, é como está escrito em (1 Co 13.1-3), sem amor, nada seria. O amor deve ser o principal motivador na nossa vida Cristã, e é ele também que deve motivar nossas ações junto com nossos irmãos, agir exatamente como Jesus agiu, por amor se entregou por nós!. Muitos podem querer refutar com afirmações semelhantes a esta: “mas como vou amar alguém que só fez coisas ruins e tem pecados tão horríveis, ele não merece”. Então, como está escrito todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus (Rm 3.23), e se a vida cristã fosse por merecimento, merecíamos a morte eterna, mas o Senhor nos concedeu a graça por nos amar, aprenda com essa atitude. Deus nos amou quando ainda éramos pecadores.

3- Como lidar com as pessoas que menos gosta?

É muito fácil ser bondoso e misericordioso com as pessoas mais próximas a nós, nossos amigos, familiares, mas é muito difícil estender a mão para alguém que não nos damos bem, alguém que já nos fez algo ruim, e Jesus com essa parábola nos ensina que nosso próximo é qualquer um que necessitar de nossa ajuda, independente de quem seja, ainda que seja seu maior inimigo, nossa função é amá-los como a nós mesmos. Nosso próximo são todas as pessoas, assim nossos preconceitos tem que cair por terra, não podemos deixar as divergências de opiniões nos afastarem das pessoas de fora do meio da igreja, antes temos que amá-las e dar bom testemunho a elas, pois isso os levará a conhecer a Cristo e o Espírito Santo a levará a reconhecer o seu pecado. Jesus nos amou e ele diz hoje para você: “vá e faça o mesmo”.