MILAGRES SÃO REAIS

TEXTO BASE: Lc 8.40-42; Lc 8.49-56

Já ouvimos muito falar sobre milagres, e nesta lição iremos nos aprofundar neste tema.

 

Qual o conceito de milagre?

Entende-se por milagre a ação, o fato ou acontecimento que é impossível de explicar-se segundo as ciências naturais atribuindo-se então o acontecido a um mover sobrenatural de ordem Divina, ou seja, a Deus. Sendo também importante diferenciar do significado de benção de Deus, o qual é uma prosperidade, felicidade ou coisas boas que Deus proporciona a alguém.

 

O que é necessário para um milagre acontecer?

Geralmente nossa relação com os milagres são de maravilha e gratidão. Normalmente quando eles acontecem, reforçam nossa fé e nos aproximam de Deus. Porém devemos aprender a lidar quando o milagre não vem. A frustração é visível, mas devemos aprender que os milagres dependem de duas coisas: fé e vontade de Deus.

Na Bíblia temos exemplos de vários milagres, principalmente os de Jesus, e para que o milagre ocorresse era necessário um ponto em comum em todos os milagres: a fé. Como o próprio  exemplo do milagre de Jairo no versículo 50, em que Jesus diz: “Não tenha medo; tão-somente creia, e ela será curada”. Outra passagem logo em seguida é a da mulher do fluxo de sangue que foi curada devido a sua fé (Lc 8.48). Assim temos um versículo que exemplifica o que a fé representa no milagre: Mc 9.23. Porém, além da fé, o milagre envolve a vontade de Deus, e nesse ponto entramos para a função do milagre, a qual basicamente é a glória de Deus. Como principal exemplo temos a passagem do cego de nascença (Jo 9.1-7), em que ao ser indagado pelo motivo da cegueira, Ele responde no versículo 3: “foi assim para que se manifestem nele as obras de Deus”. Outro grande exemplo é a abertura do mar vermelho (Ex 14.14-18), além de todos os outros sinais que o Senhor enviou para que Ele fosse glorificado.

 

Qual a relação do Cristão com o milagre?

Muitas vezes estamos esperando por grandes milagres, ansiamos por ver o “mar se abrindo” em nossa frente, como a cura de um câncer, que são alvos de belos testemunhos, contudo temos dificuldade de notamos os pequenos milagres e bênçãos em nossas vidas. Nós enquanto cristãos temos que aprender a perceber e valorizar as pequenas coisas que Deus nos concede. Também devemos atentar que não podemos ver Deus como alguém que deve nos conceder milagres, tal como a multidão que seguia Jesus apenas por interesse de ter alimento (Jo 6.22-29). Deus continuará sendo Deus mesmo que não recebamos o milagre que queremos. Não há como ativar milagres que não estejam de acordo com a vontade do Pai. Por fim, creia no poder de Deus e que a vontade dEle irá se cumprir, sendo ela boa, perfeita e agradável.