Perdoe as ofensas

1 – Em Mateus 6:12 e Mateus 6:14, Jesus faz uma relação entre ofensa e dívida, e nos ensina que guardar em nosso coração a ofensa de um irmão é o mesmo que uma dívida contraída e não paga; logo, nos tornamos credores da pessoa e ela se torna nossa devedora. Você consegue identificar quando guarda a ofensa do seu irmão e se torna seu credor? De que forma esta atitude pode prejudicar seu relacionamento com Deus?.
Facilitador: Guardar mágoas cria uma barreira entre você e Deus… Você não consegue ver, ouvir e sentir a presença de Deus e isto pode ser uma prova de falta de perdão. As dores do passado presas em nós não nos permitem desfrutar do presente.

 

2 – Lucas 6:37-38 traz ensinamentos de Jesus acerca do princípio de Dar e Receber. O que você tem oferecido à Deus e às pessoas além das suas mágoas, ressentimentos e murmurações? O que você recebe em troca?
Facilitador: Guardamos tristezas, amarguras, dores, ressentimentos, marcas do passado em nosso coração e esperamos sentir a presença de Deus, porém, 2 Coríntios 3:17 nos diz que onde está o Espírito, há liberdade e nós não desfrutaremos da Sua plenitude enquanto estivermos presos pelas correntes da ofensa devido a falta de perdão. Dê perdão e você o receberá!

3 – O texto de Marcos 11:25-26 nos traz o entendimento sobre a necessidade de liberar perdão não apenas de palavras, mas a partir de atitudes, afinal Orar pelos que nos ofenderam e liberar perdão sobre eles é o primeiro passo para sermos livres. Você sabe como perdoar?
Facilitador: O primeiro passo para perdoar é se perdoar, ou pelo arrependimento obter o perdão de Deus. Não há pecado que você possa ter cometido que o sangue de Jesus não seja capaz de limpar; todas as vezes que não nos permitimos experimentar do perdão de Deus, estamos afirmando que o sangue de Jesus não é poderoso e que o Seu sacrifício valeu menos que o preço do nosso pecado. É como se anulássemos a Sua cruz.

4 – Deixe Jesus pagar a dívida de seus devedores.Deixe Jesus pagar a dívida de seus devedores.
Jeremias 31:34 revela o coração perdoador de Deus; nunca foi Sua intenção manter consigo as nossas dívidas e nos reter em Sua lista de devedores, por isso Ele as pagou em nosso lugar. Em Cristo, todas nossas dívidas já estão pagas. Porém, para gozar deste perdão e amor indescritível, libere todos os seus devedores emocionais e espirituais.