A IMPORTÂNCIA DA COMUNHÃO COM IRMÃOS

TEXTO BASE: 1 Jo 2.9-11

Neste estudo vamos refletir sobre a importância da nossa comunhão com Deus e com nossos  irmãos. A palavra de Deus nos fala da importância do amor para com nossos irmãos, e se verdadeiramente estamos em comunhão com Ele, não podemos ter ódio em nosso coração.

1- Nosso corpo é templo do Espírito Santo, porém existe alguns sentimentos que também querem habitar neste corpo. O ódio é um desses sentimentos. Como podemos lidar com isso?

Em 1 Jo 2.9-11, a Palavra nos fala da importância da  obediência aos mandamentos de Deus, assim como amamos a Deus devemos amar nossos irmãos. A comunhão com próximo é de fundamental importância para desenvolvermos nossa salvação, pois se cativamos o sentimento de ódio pelo próximo estamos pecando diante de Deus, pois ódio nos torna pessoas irracionais, iradas levando-nos a cometer maldades e brutalidades. Também podemos nos tornar insensíveis, fazendo com que sejamos indiferentes com próximo (Gn 4.8), não nos importando com a vida de nossos irmãos e dessa forma estamos  pecando (Tg 4.17). Devemos ser humilde para sermos alcançados pela Graça de Deus (Tg 4.6), pois a soberba nos leva a morte. Para Deus o que importa são nossas atitudes, como tratamos nossos irmãos (Rm 12.18).

2- A relação entre os irmãos e o culto agradável a Deus.

Em Mt 5.22 Jesus nos falar do risco de pecarmos  quando somos dominado pelo ódio. Isso nos leva a

irar-nos contra nossos irmãos e, por isso, para Deus o melhor culto e adoração é tratarmos bem nossos irmãos. Quando usamos a capacidade de amar, Deus nos honrar com  Seu amor, pois Dele vem o maior mandamento (Mt 22.35-45). Deus nos capacita através do Espírito Santo, nos dando sabedoria e discernimento para perdoar quem nos tem feito mal (Mt 6.14). A nossa comunhão com os irmãos é tão importante para Deus que onde estiverem reunido dois ou três, ali Ele estará. Portanto, assim como amamos a Deus, devemos amar nossos irmãos (Mt 18.20).

3-Qual deve ser nossa atitude, quando percebemos que estamos sendo tomados pelo sentimento do ódio, da ira ou do rancor?

Deus na sua infinita sabedoria nos orienta através de seu Evangelho quais atitudes um cristão deve tomar diante de desafios dessa natureza. Devemos nos compadecer pelos que nos fazem mal, orar pelo bem de todos, inclusive pelos que nos perseguem, porque Deus é maior que tudo e Ele que estar no controle de nossas vidas. Compreender o mandamento de Deus de amar nossos irmãos como a nós mesmos é abrir mão do nosso eu e deixar que Cristo viva em nós. Viver o evangelho não é hipocrisia, é uma atitude que agrada o coração de Deus (Mt 5.44-48).