COMO VIVER UMA ESPIRITUALIDADE AUTÊNTICA

TEXTO BASE: Mt 7,24-27

Para se viver uma espiritualidade autêntica, é preciso colocar em prática os ensinamentos de Jesus. Os que assim fazem são semelhantes ao homem prudente que construiu sua casa sobre a Rocha (Mt 7,24-25).

Satanás age por meio do engano para impedir que isso aconteça, de duas formas:

1- Atacando a própria existência da espiritualidade: ideia de que a fé não existe e de que foi o homem quem criou Deus (ateísmo/materialismo) (Hb 11,6);

2- Estimulando a espiritualidade fora de Cristo (ou não totalmente em Cristo): se o ensino estiver fora de Cristo, então a casa está sendo construída sobre a areia.

Para evitar que o engano aconteça, é necessário:

1- Lembrar que o evangelho é:

  • ●  Gracioso: as obras não salvam; as obras são a consequência de um coração transformado (Ef 2,8- 9);
  • ●  Urgente: a salvação precisa ocorrer em vida, mediante uma decisão pessoal por Cristo; não pode ser alcançada após a morte (Hb 9,27; Lc 12,20);
  • ●  Exclusivo: Jesus é o único caminho, a quem devemos amor, lealdade e obediência (1Jo 2,1; Jo 14,6).

 

2- Estar atentos aos falsos profetas e aos espíritos enganadores (Mt 24,24; 1Tm 4,1).

Há uma promessa de que os que estão sobre a Rocha não serão enganados porque ouvem a voz do seu Pastor, mas temos que vigiar, aprendendo a PROVAR OS ESPÍRITOS (1Jo 4,1-2).

Segundo a passagem de Apocalipse 13,11, é possível entender que o dragão é Satanás e que o cordeiro é Jesus.

Pelo texto, a besta que emerge da Terra parecia cordeiro mas falava como um dragão. Esse é um sinal a que devemos estar atentos: se a pessoa parece um cristão autêntico, mas suas palavras ou o seu modo de agir não estão conforme o evangelho, pode-se estar diante de um espírito enganador, com aparência de dignidade mas conteúdo podre (Mt 23,25-27; 2Tm 3,5; Mt 23,13).

Nós, enquanto igreja de Cristo, não podemos deixar que esses espíritos enganadores tenham vida fácil em nosso meio. Devemos combatê-los (2Jo 1,7-11).

Essa palavra deve gerar em nós também muito temor, de forma que vivamos de maneira autêntica, que o nosso falar e o nosso agir glorifiquem a Deus, para que palavras de dragão não sejam encontradas em nossa boca (Lc 6,45).

E você? Tem vivido o evangelho autêntico? Jesus é exclusivo na sua vida e você O obedece de todo o coração?